Saturday, September 02, 2006

Um pézinho de dança para esquecer!

É uma coisa que já não faço há muito tempo, nem sei bem porquê, dado que sempre deu muito resultado.
Cabeça muito cheia, logo, uma noite de música num volume que não permita muito raciocínio, é perfeito! Pode ser considerando por muitos um escape, e é, em parte, ora porque não?! Porque não fazer uma pausa no que nos atormenta, uma espécie de time-out, para, por via do cansaço, recarregarmos baterias (uma antítese que funciona!)
Eu nem preciso do alcoól para me acompanhar na fuga, basta-me música, espaço para dançar e boa companhia, bem a companhia é só basicamente para partilhar comigo o feeling, porque não há espaço para conversas.
Os pés a bater no chão, mas como se nem lhe tocassem, só o suficiente para descarregar a energia que entra pelos ouvidos, percorre o corpo todo e desce à terra levando com ela tudo o que pode ter encontrado de menos bom cá dentro...

Acho que tenho que voltar a esta terapia.

4 comments:

r. said...

Compreendo perfeitamente aquilo que dizes! Acontece-me frequentemente a mesma coisa: é como se o cansaço extremo seja aliviado por se levar o desgate físico ainda mais longe (ao contrário do que o senso comum diria). E quanto mais intensa for a actividade, melhor te sentes. O intelecto desliga por já não ser capaz de aguentar mais e, no fim, estamos revitalizados e prontos para outro dia!

Ana said...

Sabes, (vou-te contar um segredo) nas vesperas de algo importantes, (como por exemplo, contar historias no CCB), fecho-me na garragem ... a dançar, cantar ... normalmente musicas velhas ... mas qlq coisa serve !!!
Penso que o importante é que cada um encontre a sua forma de esacape, saudavel escape !!!
por vezes, enquanto se dança ... podemos esqueçer ... mas so por momentos, depois td é mais simples ...
Beijinhos e boas danças

Aluada said...

Estou a precisar tanto de um escape!!! Que vidinha monótona...

PS: Gostei muito deste cantinho! :)

L.B. said...

engraçado , todos acabaram de provar a teoria do desporto :).
a intensidade física faz libertar certas enzimas que nos anestesiam o corpo e a mente, que apesar do desgaste físico nos deixam numa forma de bem estar, assim como num estado de potência, que há quem lhe chame "aumento do campo energético".

Por isso é que eu nunca hei-de deixar o meu amigo desporto. he he
o descarregador de stress por prazer

tal como cantar e entre outras coisas que gostamos de fazer, também têm o mesmo efeito, mas o mais interessante é que também dá para o fazer com o pensamento, e é instantâneo :).