Thursday, January 25, 2007

A IGNORÂNCIA

"Nada mais assustador que a ignorância em acção."

Johann Goethe

10 comments:

Faisca said...

Não sei quem é esse Sr. mas discordo, acho... Para mim a ignorancia pode ser uma virtude.

Beijos.

Peter's Thoughts said...
This comment has been removed by the author.
Peter's Thoughts said...

A ignorância sim, mas ignorar não.
Por vezes é melhor ignorar certas coisas, deixar cair no esquecimento.
Agora a ignorância como falta de conhecimento sim, é assustador.

Beijos

L.B. said...

Bem, se encaixarmos essa tal ignorancia do conhecimento em individuos de diferentes meios e interesses, provavelmente ambos se vao contradizer relativamente à ignorancia.

Cada um cria os seus próprios padrões de interesse.

Concordo com a argumentação por falta de conhecimentos, mas concordo também pelo respeito à ignorancia de alguns por desconhecimento.

João Silva said...

sem dúvida! é por isso que não gosto da Fátima Campos Ferreira!!! :)

doceKin said...

Faísca, concordo com o teu ponto de vista, pode ser uma virtude para quem é ignorante, a quem dessa forma, muitas das coisas q ñ gostamos de saber ou até de pensar, lhe passam ao lado, mas ver ignorância em acção... Medo!!!

Peter's Thoughts, há coisas q gostava de conseguir ignorar e ñ consigo, mas ainda hei-de chegar lá!

L.B., a sociedade tem padrões de ignorância q ñ quero dizer q estão certos ou errados, quem é mais ignorante, o homem letrado q ñ sabe trabalhar a terra, ou o agricultor q ñ tem sequer a 4ª classe?

Peter's Thoughts said...

/docekin

Eu também, o facto de saber o que devo fazer não quer dizer que o faça.
Exemplo:
Devia ignorar o de estar a analisar constantemente, acções e ter medo de ser mal interpretado, por vezes ao tentar explicar e analisar só faço é me.....piiiiii

beijos

Niki said...

só mesmo o conhecimento inutilizado....

Beijo

jg said...

O Faísca foi logo prás canelas.
Mas não deixa de ter razão.
Como gosto de Confúcio, passo a citar: "Quanto mais souberes mais infeliz serás" Tá dito.
A minha versão é mais atrevida. Costumo dizer que é uma pena que a inteligência tenha limites e a estupidez, não.

doceKin said...

JG, cada vez temos mais provas disso...