Friday, May 25, 2007

Os olhos

Os olhos, sem dúvida o espelho da alma, mas mais que da alma, são o espelho das nossas acções e de tudo o que acontece connosco.
Podem transparecer a tristeza só por si, a outros olhos, os mais atentos, para os menos atentos, eles ficam vermelhos e inchados e às vezes nem é preciso chorar.
Podem revelar desejos, fazer declarações de amor ou só... Dizer "gosto de ti".
Olhos risonhos, como que iluminam um espaço (diz-se habitualmente que é o sorriso, mas um grande sorriso, sem uns olhos sorridentes a acompanhar, soa a falso, olhos que se riem sem o auxílio da boca, continuam a ser verdadeiros)...

Mas será que os olhos não mentem?
Não haverá quem consiga, após algum treino, fazer com que eles digam tudo o que devem dizer, em vez de aquilo que na realidade têm para dizer?
E se isso acontece, como nos protegemos?

8 comments:

bonifaceo said...

Hum... essa dos olhos não sei porquê deixa-me algumas dúvidas e por isso curiosidade, gostava de ver como se expressam os meus olhos perante esses comportamentos/risos, e assim seria uma maneira de dissipar as dúvidas que tenho sobre a veracidade dessa teoria. :S

Miss Kin said...

Fácil, olha para o espelho quando estiveres triste e sorri, depois faz o mesmo quando estiveres contente...
Se calhar vais dizer q assim já sabes, mas se olhares para alguém q conheces a fundo, vais perceber o q digo.
Beijito

anacoreta said...

Claro que é possível mentir com os olhos. Qualquer bom mentiroso tem de aprender a usá-los para conseguir ludibriar as pessoas da forma que mais lhe convém.
E não acho que haja maneira de nos protegermos. Provavelmente até se perdia mais em fazê-lo, porque teríamos de desconfiar de tudo o que as outras pessoas fazem e isso só nos ia impedir de conviver com elas. Acho que a vida tem mesmo de ter uma mistura de sofrimento e alegria...

dry-martini said...

Os olhos dos outros prendem sempre os nossos. Seja porque atraem, perturbam ou comovem, seja porque intimidam, magoam ou irritam é impossível ficar indiferente ao que transmite o olhar dos outros.

bonifaceo said...

Miss kin, lembrei-me dessa possibilidade, mas não seria o momento ideal para me auto-avaliar devido ao estado de alma, e até que ponto, por estar consciente disso (que me estava a observar ao espelho), seria um comportamento correcto e não o esperado? Para além de estar com os olhos focados em mim próprio... Hum, acho que não é um bom método.

Beijo.

cuotidiano said...

Agora que deixaste de ser doce, lembras-te de divagar sobre o "conteúdo" dos olhos?


Bom, seja como for, os ditos só mentem se o "interlocutor" for ou quiser ser cego!


Beijo

Miss Kin said...

Atenção Cuotidiano, ñ deixei de ser doce, só já ñ sou um pudim! :P

E quanto à cegueira, és capaz de ter razão, vou confiar nos meus olhos ;)

Beijinho

L.B. said...

Os olhos nao mentem, mas mesmo assim como tudo e possivel , deve existir alguem que os possa treinar, mas como toda a mentira, tem perna curta, logo se os olhos enganham o coracao nao mente.
Assim por mais que os olhos nos enganem existem outros sinais que podemos observar e sentir que nos dizem a verdade

Beijinho