Thursday, May 14, 2009

Rotundas (a verdade!)

Como me continua a parecer que há quem não tenha qualquer noção de como se faz uma rotunda, aqui está, é favor de aprender!*


Esclarecimento da Ex-DGV:
Tendo em conta as disposições aplicáveis do Código da Estrada, na redacção que lhe foi conferida pelo Decreto-Lei nº 44/2005, de 23 de Fevereiro, constantes dos artºs 13º, nº 1; 14º, nºs 1 a 3; 15º, nº 1; 16º, nº 1; 21º; 25º; 31º, nº 1, c) e 43º e as definições referidas no artº 1º do mesmo Código, na circulação em rotundas os condutores devem adoptar o seguinte comportamento:

1- O condutor que pretende tomar a primeira saída da rotunda deve:

  • Ocupar, dentro da rotunda, a via da direita, sinalizando antecipadamente quando pretende sair.

2 - Se pretender tomar qualquer das outras saídas deve:

  • Ocupar, dentro da rotunda, a via de trânsito mais adequada em função da saída que vai utilizar (2ª saída = 2ª via; 3ª saída= 3ª via);
  • Aproximar-se progressivamente da via da direita;
  • Fazer sinal para a direita depois de passar a saída imediatamente anterior à que pretende uitilizar;
  • Mudar para a via de trânsito da direita antes da saída, sinalizando antecipadamente quando for sair.

e atenção o pisca só se liga para se sair da rotunda...


*post direccionado principalmente aos Madeirenses, mas também a qualquer um que ainda possa ter dúvidas

3 comments:

bonifaceo said...

Estava com ideia de que se se fosse para a segunda saída se poderia também usar a primeira via, da direira. E o meu instrutor obrigava-me a usar o pisca para a esquerda como sinal que ainda não ia sair e estava a contornar a rotunda e então quando saísse sinalizar com o da direita. Mas tem lógica não usar pisca da esquerda, se estás na rotunda estás a contornar, quando saires aí sim sinalizas.

cereja pink said...

Pois é, na Madeira aprendem a conduzir nas rotundas só pela direita. Deve ser porque as rotundas são mesmo pequenas, parecem bolachas ;)
Já em Lisboa, as rotundas fazem-se na diagonal...é cada tangente! ;P

L!NGU@$ said...

Nem vale a pena... há gente que nunca vai aprender.