Wednesday, December 23, 2009

It's rainning... but it's not man!*

Estou a ouvir, lá fora caem "cães e gatos", como dizem os senhores ingleses.
Adoro ouvir chuva à noite, enfiada na cama, com o edredon até às orelhas, só assim a ouvir.

Pensar em como está tudo mal, mas se calhar há sempre por onde ficar pior e por isso, deixo-me ficar a apreciar estes momentos tranquilos, é por isso que ainda estou acordada a esta hora, não quero que o dia acabe e a paz se vá embora. Mesmo com sono, mantenho-me aqui e vim dizer-vos que a não são as lágrimas que lavam a alma, mas a chuva.

Já sentiram a chuva a escorrer por vocês a baixo? (não em dia frios, vá, maluquinha, mas não tanto!) A cair na nossa cabeça e a limpar tudo por onde passa. Abrir os braços e virar a cara para o céu, deixar que ela nos caia no rosto, cansado de mágoas, que se vai modificando a cada tristeza.

Há uns anos que não faço isso, anos demais se calhar. Crescemos e deixamos de fazer algumas coisas que nos dão prazer porque já não são próprias, porque só vamos para a rua a chover, quando é mesmo necessário, porque começamos a ter medo das constipações... Mas hoje também não dá, está frio.

Ok, têm razão, é melhor ir dormir, já não sei o que digo, ou se calhar sei, mas não faz sentido. Ou faz. Ahhh! Vou pra dentro, ouvir a chuva e o vento.

*não tem nada a ver com o texto, mas assim que comecei a ouvir a chuva, foi a música que me veio à cabeça

2 comments:

nCoisas said...

E chuva na praia?

Não há tratamento melhor :D

aespumadosdias said...

Como nunca ando com guarda chuva, às vezes apanho grande molhas.
Tens 1 desafio na espuma dos dias.
:)