Wednesday, January 20, 2010

Black Magic Woman


Hoje vi o programa da Tyra Banks e era sobre as mulheres "afro-qualquercoisa"*, tudo o que as preocupava e como se sentiam em diversas situações.
No meio de vários temas em que sim, têm razão, houve um que me fez ter o pensamento racista do dia (logo eu que sou tudo menos racista, nem podia, com a quantidade de misturas que tenho!), e o pensamento foi, "as pretas são mesmo assim".
E porque é que tive este pensamento? Porque o sentimento de posse que têm sobre os seus homens, quem diz seus homens, são todos os homens "afro- qualquercoisa", faz com sejam, extremamente racistas. Aquilo de que se queixavam, era que as brancas (e de outras raças) iam buscar os "seus" black mans e não tinham nada que ir, porque depois não havia para elas.

Ora, estão a sério?! Haverá mesmo naquelas cabeças a ideia de que há uma caça ao preto, por nossa parte, nós, todas as outras raças e misturas do mundo?

Não percebo porque é que as coisas têm que ser encaradas por raças, as pessoas andam no seu geral à procura de pessoas, se acontece ser preto, amarelo, verde, não quer dizer, que seja uma predilecção (por muito que há pessoas com predilecções, mas não é o mundo!).
Não devia existir gente com mentalidade como a de quem diz "stick with your own kind", porquê? Porque é que eu sendo semi-chinesa, iria ter que arranjar um gajo semi-chinês ou chinês? Para mim não faz sentido!

Mas voltando às senhoras que lá estavam, quase a insultar o casal convidado, ela branca e ele preto, a dizer que ela anda a roubar à raça delas e que ele está a renunciar à sua raça.

É ridículo!

Por acaso cá, já se vê muita preta, com um branco, mas segundo o programa, lá, os casais inter-raciais são maioritariamente de homens pretos, com mulheres brancas e que as pretas, só querem o seu preto e raramente saem dali.

O que fiquei daquele programa, é que para aquelas mulheres é uma luta, nós contra elas, e que ganhe quem ficar com o gajo. Não é bonito!


btw, não percebo a falta de auto-estima, que é o que eu acho que se trata, quando se queixam que o resto do mundo lhes rouba os homens; têm sempre bons rabos (ok, os XL nem por isso), têm os corpos naturalmente mais musculados, o que fica mais fácil manter, lábios grossos e cor de chocolate!



*"afro-qualquercoisa" : afro-americanas, afro-portuguesas..."

19 comments:

SUPERJO said...

Uii esses programasssss ui ui!!
Ou seja leva-nos akele tema seremos racistas ou eles é que têm a mania da perceguição!!

Miss Kin said...

Muitos deles têm mesmo a mania da perseguição!

MMM. said...

Eu mantenho-me com a minha máxima de sempre...se encaramos na generalidade a raça negra da maneira que encaramos, a culpa é deles, eles é que transmitem essa ideia...! A maior parte dos pretos são mais racistas que os brancos, mais depressa nos insultam a nós que nós a eles!

Fuschia said...

É isso que mete raiva. Criticam para serem vitimas, mas são todos racistas na mesma.

Mári len said...

se reparares bem, mesmo por aqui, mais depressa ves um preto com uma branca, q uma preta com um branco!eu gosto é de gajos, mas numa casa africana, por mt à frente q seja, se fores criada na cultura, tens logo um chip anticamacombrancos! Aí é q está o racismo, mas o delas, que como não se permitem comer brancos, n querem que retrassem o que "é delas"!:)

Miss Kin said...

Mári, é precisamente isso, portanto aqui quem está mal, são elas que têm que começar a abrir horizontes! ;)

bonifaceo said...

Só conhecia a história deles, de pretos que acham que podem andar com brancas, mas não gostam que os brancos andem com pretas. Não sei se é o pensamento da maioria, ou não, mas que é parvo, é.

Já agora, o título enganou-me, pensava que era um texto a enaltecer a Tyra Banks. Mas e ela, era dessa mesma opinião?

a Gaja said...

A realidade é que os/as pretos são muito mais racistas que nós e têm a mania que tudo da nossa parte é racismo. Já sofri na pele por andar com um preto, e não é fácil...nada.

Mári len said...

bonifáceo...enaltecer a tyra banks?:)
e a gaja eu ja andei com gajos brancos e em portugal o choque também é muito, mesmo da população jovem, a cena, n é eles nem nós, nem os outros, a cena é a educação de cada um!independentemente da cor ou crença é a educação e o crescimento de cada um é que trás esses juízos de valores...:)

Miss Kin said...

Bonifaceo, ela não deu opinião.

a Gaja, imagino os olhares raivosos das gajas, principalmente se ele for um negão giro! lol

Mári, tirando a parte da educação, numa casa de brancos não há a conversa do tens que arranjar um bom branco para casar, mas no entanto ao contrário acontece, é como disseste em cima, o chip já vem de berço!

Gosto... said...

Pois não sei que te diga...é uma questão de perguntares a uma amiga o porquê delas serem assim... :S

Mári len said...

deb, não há essa conversa porque se parte de um principio, por isso sim tem a ver com a educação!:)entre pretos também n há essa conversa, até levares um branco lá a casa a conhecer os papas!!!é exactamente igual!se não cresces entre casais mistos, parte-se do principio....
é como se partir do principio que crianças criadas por casais gay, vão ser gays, quando, os existentes são todos filhos de heteros!!!!:)se tiveres uma familia aberta, assumes, senão ficas no armário até ao limte!:)

bonifaceo said...

Mári, hum, o que não percebeste? :S
Eu ao ler o título pensei que seria um texto a dizer bem da Tyra Banks, de algo bom que ela tivesse feito ou agradasse à Miss Kin, mas afinal era sobre a rubrica mais ou menos banal de um programa e em que ela pelos vistos nem deu opinião.

Miss Kin said...

Bonifaceo, não era uma rubrica, era todo um programa, e ela não deu opinião, porque aquilo era um tema complicado e havia todo um conjunto de mulheres enfurecidas na plateia. Até achei por bem ela não dar opinião, porque acredito que não seja aquela, até porque ela deve ser mistura, e ainda havia mortos e feridos! lol

bonifaceo said...

Quando disse rubrica queria dizer o tema.

Catherine said...

curioso este post, dá para reflectir e chegamos à conclusão que são eles os primeiros a considerarem-se diferentes...

óptimo blog!

beijinho,

Catherine

Mári len said...

desculpa lá catherine, mas não dá para ver na tua, foto de que cor és, por isso...quem são eles?:)

gi said...

Olá,

Sou o que foi aqui classificado de "afro-portuguesa". Sempre tive namorados brancos, simplesmente porque calhou, e ninguém anda a escolher cores, mas sim pessoas. As raças não têm uma determinada mentalidade, mas sim as culturas. E a cultura americana é muito diferente da portuguesa, mas como que nos chega facilmente a casa pela televisão, temos tendência a generalizar. No verão fui passar férias aos estados unidos com o meu namorado, e toda a gente reparava em nós, como o casal "inter-racial" e houve até uma jornalista que disse que ia escrever sobre nós na sua revista. Ora isso nunca me tinha acontecido por aqui, e nem estava à espera que eles dessem tanta importância ao assunto. Mas são culturas diferentes... não tem a ver com a cor da pele, mas sim com as ideias com que crescemos, ou seja, a cultura, e quem faz a cultura são as pessoas. Por isso há que ter bom senso, tolerância e evitar generalizações que perpetuem ideias rígidas e erradas.

Miss Kin said...

Gi, é isso tudo!