Tuesday, April 25, 2006

A caminho...

O reencontro esperado depois daquele dia.
O caminho curto parece longo, as mãos suadas no volante numa condução rápida mas segura.
A cabeça num rodopio de vontade, na ânsia de te tocar, imaginando os gestos, as palavras, o prazer... A maciez dos lábios, o veludo da pele, a destreza do toque, num emaranhado chamado desejo.

E a estrada q ñ acaba...

1 comment:

Faisca said...

Então se a estrada ainda não acabou, que tal terminar a história, estava a começar a ficar curioso lol

palmadinhas na cabeça CSI cascais