Sunday, August 06, 2006

Arco-íris

"...pensei q seria bom coleccionar arco-íris. Pensei q seria bom guardá-los em pequenos frascos de cristal para q brilhassem à noite, enquanto durmo, ou alegrassem o meu dia nas manhãs de inverno. A verdade, porém, é q se os conseguisse guardar em frascos já ñ gostaria deles. Com os homens acontece-me o mesmo: só me apaixono pelos homens arco-íris; aquele tipo de homens q quando os olhamos de longe são belíssimos, cheios de cor e de brilho, mas q se desvanecem à medida q nos aproximamos deles. Julgamos q os podemos cativar, acreditamos q podemos tê-los só pra nós, e o q nos fica nos braços, afinal, quando os tentamos abraçar, é só um pouco de humidade."

in O Evangelho segundo a Serpente, Faíza Hayat

Achei fantástica a comparação.

1 comment:

P.a.t.a.n.i.z.c.a. said...

Realmente a comparação está optima. Mas agora na brincadeira; a ela ainda lhe deixam humidade nalgum lado...LOLOLOL sorry!!!