Tuesday, November 27, 2007

Pontapés...

"Quisestes", "gostastes", "fizestes"... Quem é que nunca ouviu estes pontapés na gramática sairem da boca de desconhecidos, conhecidos e até de amigos?

Pois, é tão corrente como placas a dizer "Vende-se apartamentos"... Por favor! VENDEM-SE apartamentos, plural minha gente! E as palavras do início do texto, quisestE, gostastE, fizestE, quão difícil isto é? Não é, as pessoas é que complicam, põe mais letras do que as que fazem falta!
E esta situação já é tão comum, que ontem o "Isto é uma espécie de magazine" fez uma nova letra para a música dos Clã, "Problema de Expressão", que fala precisamente disso... Gostava de a conseguir postar aqui, quando a encontrar...

Se toda a gente der a volta e seguir os outros, que atropelam e assassinam o português, esta vai ser uma língua tão morta como o Aramaico...

Muito sinceramente, já não falta muito...

(acreditam que comecei a escrever este post dia 23.11.07, às 3.01 p.m. e o programa foi para o ar dia 25? Pena é não conseguir encontrar no youtube só a parte da música)

5 comments:

anónimo não alcoólico said...

Pontapés na gramática todos somos susceptíveis de dar, má má é a escrita sms... n xei xe me fix entender? Até kualker dia...

Miss Kin said...

Anónimo ñ alcoólico, essa escrita nem é digna de comentário, por nem sequer ser português, agora quanto aos pontapés na gramática, ñ digo q ñ se dêem devido a lapsos, pode acontecer, agora de maneira recorrente é q me faz um bocadinho... de comichão vá! ;)

anónimo não alcoólico said...

Vai ter muito por onde se coçar.

fuschia said...

o link no youtube para o video é http://youtube.com/watch?v=CZJaqaSMbHM

Bem mas pior que falar mal portugues, é essas alterações que andam para ai a fazer à lingua portuguesa, como actuar passar a escrever-se atuar, assim como tiraram o P ao meu baptista :P Se nos lixam a lingua portuguesa, como podemos fazer trocadinhos hein? Phone-ix!Vai mas é tomar um chárope !

***

Lua said...

"Prontuario ortografico" é o que está escrito no meu Prontuário Ortográfico. A partir de agora já acredito em tudo.