Friday, October 17, 2008

Nesta altura?!


"O ministro da Agricultura anunciou quinta-feira, em Santarém, o fim dos galheteiros com garrafa inviolável a partir do momento que os restaurantes passem a dispor de cartas de azeites que permitam ao consumidor escolher o azeite que quer consumir"

Cartas de azeite?!!?!?!?!

Sim senhor porque é um produto tradicional e há muitos apreciadores e há uma variedade muito grande de azeites e entre eles há os gourmet... Podia ficar aqui a dissertar sobre as qualidades do azeite, na comida, na saúde, etc, mas numa altura em que as empresas fecham, os restaurantes fecham, as pessoas comem menos fora de casa, ou seja estamos em plena crise económica e alguém se lembra de uma coisa tão secundária como Cartas de Azeite!
Tudo bem que haja em restaurantes para determinados públicos alvo, mas para a maioria? Não faz qualquer tipo de sentido, gastar dinheiro para ter uma vasta selecção de azeites, que depois ninguém vai pedir...

Por outro lado, sim senhor, as pessoas pedem, quem paga a despesa? As pessoas começam a pagar uma taxa de azeite? Ou pagam aos decilitros? Ou é só o restaurante que arca com a despesa de ter que comprar uma série de marcas e colheitas de azeite?


Pois é muito fácil mandar uma ideia para o ar e depois ver o que acontece, principalmente quando vem da parte do Ministro da Agricultura!

5 comments:

MiSs Detective said...

nao sabia dessa. eu acho que deviamos levar essa questao ao parlamento, uma vez que andamos em aguas de bacalhau convém saber que molho escolher e nada melhor que uma carta de azeites para nos temperar a vida.

fuschia said...

Pois concordo, mas tambem acho secundário alguem se chatear com o galheteiro na mesa. Convenhamos que, o máximo que fazemos com ele é pegar nele e meter azeite para o prato e normalmente so o fazemos uma vez durante a refeição.Para que a mariquice de galheteiros invioláveis?Que eu saiba ( e espero) ninguem cospe para la nem os coça e depois vai limpar as mãos ao galheteiro! Que exageros..Mas segundo percebi, os galheteiros invioláveis tb são uma despesa considerável para os restaurantes...Talvez não tanto como " a carta" Olha esta gente realmente não tem nada que fazer!

Mári len said...

ja estou a imaginar, as corridas ao restaurante com o melhor azeite da cidade!!!!E como estamos em crise, nada melhor do que aumentar um item na conta do restaurante...já foste ver o burn after reading?aquele filme explica todas estas coisas:)

Miss Kin said...

Miss Detective, levar isso à AR era só para eles ficarem mais com os azeites! lol

Fuschia, acho q a badalhoquice ñ chega a tanto, mas vai q se misturam colheitas no mesmo galheteiro!!!! Ahhh! :P

Mári, vivo no meio do mar e esses filmes bons custam a chegar cá...

Miss Kitty said...

A crise dos galheteiros! Só no nosso Portugalinho! ;)

*BJS*