Monday, December 29, 2008

Pós Natalinho

De volta à ilha, depois de mais um Natal onde não se aprendeu nada de novo. Melhor, acho que até desaprendi.

(Fora do tema da quadra há a parte em que continua a haver quem, sendo infeliz, acha que o melhor que tem a fazer é tentar distribuir esse infelicidade. Não conseguiu, temos pena! Há ainda aqueles amigos que não estão connosco com medo "sabe-se lá de quê", e que acabamos por encontrar quando não esperamos e aí é na boa, porque não foi combinado...)

Voltando ao Natalinho, muito tempo a preparar as prendas, os embrulhos e os postais, para em 2 minutos, acabar tudo!

O Natal devia ser como um casamento cigano, durava 1 semana, de comezainas e festas (eram mais uns quantos quilos, mas sem problema), e assim valia a pena todo o esforço de enfrentar Centros Comerciais cheios de gente, que pouco levavam consigo este ano, mas que se passeavam à procura de pechinchas. Devagariiiiiiinho...

Parques de estacionamento lotados, com filas interminaveis à procura de alguém que tenha a amabilidade de se ir embora...

Bahhh! Ainda bem que já passou!

1 comment:

fuschia said...

Todos os anos penso o mesmo...e este não foi excepção. É caso para dizer, que as pessoas estragam o Natal com prendas!