Tuesday, February 02, 2010

O meu novo eu

Se há coisa que os últimos 10 anos me ensinaram (sim, ando a aprender desde essa altura, embora só me tenha caído a ficha agora, vá-se lá saber...) é a não ter medo de perder, quando não se tem realmente.

Eu explico.

Há situações em que nos sentimos na prateleira (para quando dá jeito), ou que alguém não está na relação, do mesmo modo que nós (quando não há coh***s para pôr um fim à alma moribunda), ou que o que temos na altura já não nos satisfaz, e muitas vezes, vamos deixando andar, com o pensamento do dá-lhe tempo, que pode ser que as coisas se componham/ele passe a gostar mais de mim/as coisas evoluam, ou só mesmo para continuarmos a ter o que temos, que pode ser pouco, mas sempre é alguma coisa.

Pois, eu era assim, infelizmente em algumas más relações, o amor cegava-me de tal forma, que deixava de ser eu própria, para ser outra, com a qual não me identifico (nem ninguém que me conheça) e passava a permitir quase tudo com o lema "é para um bem maior" (já falei disto noutro post), e esse "bem", nunca chegava.
Hoje sou toda uma nova pessoa, não tenho um aperto no estômago com a perspectiva de deixar de ter quem, pelos vistos, não me quer.

É simplesmente isso. Já não há medo.

13 comments:

Pedro Bom said...

Kin, é assim é que tem que ser!!
Eu nem sequer namoro à anos por várias causas, uma delas é essa!!

PS:
Não considero namoros relações que não passaram a fase cor de rosa!!

izzie said...

Lá está, concordo com o Pedro.
É assim que damos conta que crescemos e aprendemos... embora me assuma uma crente como tu dizes algures.

Mas vai-se aprendendo, refinando.

(Gosoto do PS... devia-o ter lido há uns tempos...loool)

Beijinho,

aespumadosdias said...

Temos de ser sempre nós próprios e não mudar por causa dos outros

Miss Kin said...

Pedro Bom, isso é tema para todo um novo post, dá-me tempo para me debruçar sobre isso!

Izzie, eu nem chamo "refinando", eu chamo mesmo é "não papar grups" lol Com a idade, para além do que realmente aprendemos, o factor idade dá-nos, ou por outro lado, tira-nos, paciência para certas e determinadas coisas!

aespumadosdias, não se trata de mudar, mas de aturar e as pessoas não me conheciam, precisamente por isso, uma "eu" normal, não aceitava uma data de coisas que aceitei em tempos.

Gosto... said...

Acima de tudo Kin, nunca deixes de ser o que és para agradar a outrém. É meio caminho para a tristeza.

Go Go Kin...

BEIJOOOOOOOOOOOOOO

Pólo Norte said...

Numa palavra: maturidade!

m said...

Pelos visto um mal comum este de amar respeitando o outro, mas não nos respeitarmos quem somos... mmmmhhh

Parabéns pela coragem, realmente o medo de perder é um grande muro à nossa evolução!

voltarei....

m

Ana said...

Parece-me muito bem!

Uma boa filosofia de vida.

Um gajo qualquer... said...

Stay the course!!

;)

Fuschia said...

E isso é um óptimo sitio para se chegar. Acho que a idade também nos traz coisas boas :p

jg said...

Podes dar-te ao luxo de dizer coisas deste calibre porque és cabra.
De signo!

Na tua outra condição, Peixes, espero que não sejas robalo.
Corrias o risco de ser comida pelo Armando.
O Vara.

Miss Kin said...

jg, e não só! Porque sou Cabra de signo e porque já me estatelei no chão umas quantas de vezes!

Mas de resto, não há Armando que me coma!!! :P (pelo menos até hoje!)lol

Rapunzel said...

E é assim que tem q ser! :)