Wednesday, March 17, 2010

Marés

Ando com dificuldades com a folha em branco, neste caso ecrã. Tenho os sentimentos num reboliço, tão emaranhados, que mais parecem novelos em brincadeiras de gato.
Assim fica difícil passá-los para palavras, arrancá-los do peito e da garganta, onde se instalaram em nó.
Nem o sol me consegue fazer ver o caminho em frente, ou a temperatura mais amena me consegue aquecer o coração.
Disseram-me ontem que tenho que ver "O Naufrago", com o Tom Hanks. Vi uma das cenas finais no youtube e termina com a frase "I have to keep breathing... For tomorrow the sun will rise. Who knows what the tide would bring"*
Ainda há uns dias me disse isso mesmo e tenho vindo a respirar desde então, na esperança de passar toda esta fase menos boa, e seguir em frente. Mas ando um bocadinho saturada de esperar por aquilo que a maré poderá trazer, não gosto de ter que esperar, de me sentir impotente, por não haver nada mais que possa fazer para alterar tudo, absolutamente tudo.


*Eu tenho que continuar a respirar... Porque amanhã o sol vai nascer. Quem sabe o que a maré trará.

7 comments:

Rapunzel said...

Saturada começa quase a ser o meu nome do meio...

Bjs
Breathe in, breathe out

B. said...

Tudo passa. É a única coisa certa, nesta vida.

Miss Kin said...

Rapunzel, assim estamos e não há meio de se dar a volta, estava à espera que o sol ajudasse, mas não...

B. isso não é certo, a única coisa certa na vida é a morte.

Viviane said...

Como te compreendo. Continuar a respirar. Há dias em que gostava de poder ficar na cama e não ter de pensar. Levantar-me e sentir que não ia viver com este peso que me faz arrastar a alma pelos dias, imensos, sem fim.

B. said...

Kin, continuo a achar que, de uma forma ou de outra, tudo acaba por passar, mais tarde ou mais cedo.

izzie said...

Posso (e acho que se tens lido o meu blogue sabes...) só dizer que me sinto completamente igual?
Ao ponto de ficar por aqui...

Beijinho,

SUPERJO said...

Miga, esquece a Maré, por vezes é matreira e não nos traz nada de bom... confia antes no SOL, ele sim nasce todos os dias e nos ilumina... por vezes econdido é certo... mas sabemos que está lá sempre e fornecemos energia e luz suficiente para seguirmos o nosso caminho. Para mim só há um deus...o SOL!